CEO da Digital Business aborda a comunicação, a tecnologia da informação e o fracasso como oportunidade de crescimento

Em maio passado, no South Summit, evento realizado em Porto Alegre-RS, o diretor do Vakinha, Flávio Steffens participou de uma mesa interativa ao lado de Ricardo Abel, CEO da Digital Business. Nesse bate-papo, em que Abel foi o mediador, eles falaram sobre os tropeços que fazem parte do caminho. Steffens ressaltou que, de um modo geral, as pessoas de sucesso são as que encaram os fracassos apenas como mais uma das tantas batalhas a serem travadas no dia a dia e entendem que fazem parte dos seus grandes desafios. Ao se perder uma batalha, não necessariamente se perde a guerra. Ele afirma que na sua caminhada profissional “Só deu certo porque lá atrás deu tudo errado”. A grande sacada é tirar proveito dos seus fracassos e, assim, estar melhor preparado para os grandes desafios da vida, sejam eles pessoais, acadêmicos, profissionais, sejam empresariais.


Perdas ocasionais, vitórias futuras

Levando-se essa questão mais para o lado profissional e dos negócios, nota-se que a maioria das grandes empresas do mundo tem uma política de investir uma quantia considerável de dinheiro em pesquisa e desenvolvimento. Elas não possuem sucesso só porque tiveram boas ideias ou sorte em acertar. Elas reservam uma parte de seu orçamento para a tentativa e o erro, entendendo que é preciso gastar muito para ganhar muito também. As perdas ocasionais podem se transformar em trampolim para vitórias futuras.


Erros como oportunidades

“Os erros sempre existirão, mas quando se tem maturidade para lidar, eles são resolvidos rapidamente.” (Ricardo Abel, CEO da Digital Business)

Erros podem ser oportunidades para aprender e ver a vida ou os negócios sob uma outra perspectiva, podem servir de ponte para o sucesso. Entender que o fracasso faz parte do processo, é ponto fundamental para o desenvolvimento de qualquer empresa ou pessoa. Não se deve ter vergonha dos tropeços. O aprendizado, advindo de episódios ruins, sempre são determinantes para um novo e mais eficaz recomeço. Todo problema tem uma solução, basta ter maturidade e competência para resolvê-los, estar aberto para as várias soluções possíveis, e saber gerir esses erros como um processo de aprendizado.


Comunicação e a Tecnologia da Informação

Outro assunto importante, que Ricardo Abel, eleito o novo presidente da Abradi-RS para a gestão 2022/2024, abordou em um bate-papo com o Coletiva.net, foi a aproximação entre a Comunicação e a Tecnologia da Informação. “A tecnologia acaba sendo a base e o meio para que a comunicação chegue ao público certo e da forma adequada atualmente. Pensar de forma integrada se torna um diferencial competitivo e, muitas vezes, é a única forma de obter um resultado superior”, afirma Abel. Salientou ainda que está diante de um desafio e de uma grande responsabilidade diante dessa nova gestão da Abradi-RS que é o de reativar os relacionamentos entre o mercado e os agentes digitais, justamente para aprimorar essa comunicação.

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixar um comentário

quinze − 14 =