Heading Tags: como utilizar as tags H1, H2, H3… no SEO?

Para se destacar nos resultados de busca orgânica, é preciso adotar uma série de estratégias e práticas de otimização. Algumas delas têm o objetivo de facilitar a leitura de suas páginas pelos robôs, outras, de proporcionar uma melhor experiência ao usuário como um todo. Além dessas, existem técnicas de SEO que atendem a essas duas necessidades simultaneamente. A utilização das heading tags é um bom exemplo disso. 

Continue a leitura para entender como você deve utilizar as heading tags para melhorar o SEO de suas páginas. Vamos lá?

O que são heading tags?

Em um documento de texto qualquer, para destacarmos títulos e subtítulos do restante do conteúdo, costumamos aplicar tamanhos de fonte maiores, certo? Utilizamos esse recurso com o objetivo de proporcionar uma experiência mais agradável para o leitor. 

Por outro lado, quando estamos falando de uma página da web, também precisamos facilitar a leitura do conteúdo pelos mecanismos de busca. Os robôs só serão capazes de diferenciar um título e os tópicos mais importantes do restante do conteúdo da página, se esses trechos estiverem devidamente tagueados no HTML. É aí que entram as heading tags!

As heading tags podem ser traduzidas para “tags de cabeçalho” e seguem uma escala de 1 a 6, ou seja, de H1 a H6, a fim de estabelecer uma ordem hierárquica das informações. As tags são inseridas no HTML da página para indicar a que trechos de conteúdo devem ser vinculados o título, subtítulos e tópicos de destaque da página.

Por que as heading tags são importantes para o SEO?

Apesar de ser impossível de listar todos os fatores que influenciam no ranqueamento orgânico, podemos afirmar que o principal objetivo do Google é entregar ao usuário os melhores resultados que correspondam a sua busca. Isso quer dizer que as páginas que contêm um conteúdo rico sobre o assunto pesquisado, ao mesmo tempo em que entregam uma boa experiência para o leitor de um modo geral, têm grandes chances de se destacarem nos resultados de busca.

Informam o assunto da página para os mecanismos de busca

Ao utilizar as heading tags de maneira correta (mais adiante te explicamos como), você está informando aos robôs sobre o que se trata a página em questão. Isso significa que o título e subtítulos são espaços valiosos para você explorar as palavras-chave mais relevantes para a página. 

Proporcionam uma melhor experiência de leitura 

Dividir o seu texto em “blocos de conteúdo”, organizando-o por meio de subtítulos e tópicos, é fundamental para promover a legibilidade de seu texto. Essa estrutura ajuda a organizar a sua página e torna a leitura muito mais fácil e agradável para o usuário que pode, inclusive, estar buscando por uma informação muito específica. Dessa maneira, fica muito mais fácil para ele ir “direto ao ponto”.

São recursos importantes de acessibilidade

Promover uma boa experiência para os usuários significa para todos os usuários. As tecnologias assistivas, utilizadas por pessoas com limitações físicas e visuais para navegar na web, conseguem proporcionar uma melhor experiência de navegação e leitura quando o site possui as heading tags devidamente implementadas.

Como utilizar as heading tags corretamente?

As heading tags podem ser trabalhadas em uma escala de 1 a 6 (do H1 ao H6), a fim de estabelecer uma organização hierárquica das informações. A tag H1 é a mais importante da página e deve ser atribuída ao título principal do conteúdo. As tags H2 são vinculadas aos subtítulos, as tags H3 a outros trechos de destaque (mas com menor relevância que as tags H2), e assim por diante. No entanto, raramente é necessário utilizar tags H4, H5 e H6. Vamos tomar como exemplo a estrutura deste próprio post:

H1: Heading Tags: como utilizar as tags H1, H2, H3… no SEO?

H2: O que são heading tags?

H2: Por que as heading tags são importantes?
H3: Informam o assunto da página para os mecanismos de busca.

H3: Proporcionam uma melhor experiência de leitura. 

H3: São recursos importantes de acessibilidade.

H2: Como utilizar as heading tags corretamente?

Exemplo de como isso aparece no HTML:

Se você estiver editando a sua página pelo WordPress, basta selecionar o trecho do conteúdo como “Título 2”, “Título 3”, etc., que a própria plataforma insere as tags em seu HTML. O título do seu post também deve ficar automaticamente como H1. 

Como utilizar a tag H1?

A tag H1 não só é a tag mais importante da página, como também a única indispensável. Isso porque, dependendo do conteúdo, pode não haver necessidade de realizar desdobramentos para subtítulos. No entanto, um título principal sempre deve existir.

Por ser a tag de cabeçalho, que informa aos mecanismos de busca sobre o que se trata determinada página, ela exerce influência no ranqueamento orgânico. Por todas essas razões, essa tag merece mais a sua atenção. Algumas dicas: 

Utilize apenas uma tag H1 por página

Como já vimos anteriormente, a tag H1 é a mais importante da página e deve ser atribuída a seu título principal. Isso significa que deve haver apenas uma H1 por página para que o seu poder não seja diluído. 

 Atribua uma H1 exclusiva para cada página do site 

É muito importante que você não replique o mesmo conteúdo da tag H1 para outras páginas, ou seja, cada página deve possuir uma tag H1 exclusiva. Até porque cada página de seu site deve ter um foco diferente e, portanto, palavras-chave diferentes. O conteúdo duplicado pode gerar problemas para o seu desempenho. 

Insira a palavra-chave principal na H1

Sabendo que a tag H1 informa aos buscadores sobre o que se trata a sua página e que esta pode influenciar na sua classificação, subentende-se que a H1 deve conter, preferencialmente, a palavra-chave principal da página. Ademais, há espaço para explorar outros termos relevantes, desde que ocorra de uma maneira coerente e natural. 

Perceba, por exemplo, que neste post, o título “Heading Tags: como utilizar as tags H1, H2, H3… no SEO?”, primeiro dá ênfase para a palavra-chave “Heading Tags” e explora também os termos “como utilizar”, “H1”, “H2, “H3” e “SEO”.

Não coloque a logo do site como H1

É comum encontrar sites que atribuem a H1 ao longo do site. As heading tags devem estar vinculadas sempre a conteúdos em texto para que os mecanismos de busca consigam ler a informação. Além disso, trata-se de um desperdício do recurso que poderia ser utilizado para agregar mais valor a uma determinada palavra-chave.

Crie tags H1 entre 20 e 70 caracteres

Não existe, na verdade, uma regra que estipule o mínimo e máximo de caracteres. Trata-se, porém, de um espaço valioso para você explorar palavras-chave importantes para o seu negócio. Caso as tags estejam muito curtas, pode ser um sinal de que o espaço não está bem aproveitado. Por outro lado, um título muito extenso pode diluir o impacto da tag que deveria ter um foco objetivo.

Não replique o conteúdo da H1 para a title

Algumas pessoas confundem a title com a tag H1, mas elas não são a mesma coisa! A title é exibida na janela do navegador e no snippet de resultados de pesquisa, enquanto a tag H1 é exibida apenas na própria página. Ocorre que, se você não personalizar a sua title, muitas plataformas acabam se utilizando do conteúdo da H1. No entanto, a title também possui as suas particularidades e o ideal é que você personalize cada uma delas sempre. Neste post, separamos algumas dicas para você criar as titles e descriptions otimizadas para o SEO.

Não subestime o poder das tags H2

As tags H2 também são importantes para a página e devem ser vinculadas aos subtítulos. Desse modo, uma mesma página pode conter múltiplas H2, as quais possuem um mesmo nível hierárquico dentro de sua estrutura. Assim como as tags H1, o conteúdo de uma H2 não pode ser idêntico aos de outras páginas de seu site.

Desdobre o tema principal em subtítulos para focar em outras palavras-chave

Lembre-se que dividir o seu texto em blocos proporciona uma experiência de leitura muito melhor para o usuário. Faça desdobramentos, a partir do título principal da página, para responder a outras perguntas e se aprofundar em tópicos sobre o assunto. Dessa maneira, você também conseguirá explorar outras palavras-chave de cauda longa e corresponder a pesquisas mais específicas.

Tomando novamente como exemplo este post, repare que para responder à pergunta do título principal, desdobramos o conteúdo em partes e utilizamos outras perguntas e palavras-chave relevantes nos subtítulos.

As heading tags são recursos importantíssimos de SEO e UX e, portanto, utilizá-las de forma correta é fundamental para que o seu site conquiste as melhores posições nos resultados de busca e proporcione uma boa experiência aos visitantes.

Agora que você já sabe tudo sobre o assunto, é hora de aplicar em seu site! Bora lá?

Show CommentsClose Comments

Leave a comment

5 × três =