COMO CRIAR BONS ANÚNCIOS DISPLAY

Por Rafaele Silva – Analista de Marketing Digital e Conteúdo da Digital Business

A Mídia Display é uma forma de oferecer um produto ou serviço através da exibição de anúncio para o seu público-alvo/persona na internet. Na publicidade, principalmente, usamos os anúncios display que podem ser banners estáticos ou animados, vídeos e rich media. Eles reforçam a presença da marca nas buscas do Google, gerando mais tráfego para o site e, consequentemente, mais vendas.

Esses anúncios são capazes de entregar um grande número de impressões para o público adequado, com a intenção de que ele construa uma familiaridade com a marca. É uma comunicação que impulsiona outras campanhas on-line, porque cria consciência e interesse em outros meios, como pesquisa orgânica e paga.

Segundo um estudo realizado pela iCrossing, agência de publicidade americana, as campanhas em display exercem um papel importante na geração de novas pesquisas no Google, promovendo de 14% a 15% de aumento no tráfego orgânico e pago. Levantamentos da ComScore mostram que, com mídia display, é possível aumentar de 38 a 246% das buscas por termos referentes à marca e 27% de crescimento na consideração de aquisição a algum produto ou serviço.

PENSE NA ESTRATÉGIA

Para se criar uma campana de mídia on-line é preciso pensar na sua estratégia de divulgação. Para isso, você precisa considerar o funil de conversão e a jornada do seu consumidor, trocar a ordem identificando, assim, como a marca pode interagir de forma mais efetiva.

Você sabe quais são as 3 etapas de funil? A primeira é denominada Consciência, ou topo de funil, quando o consumidor ainda não sabe que possui uma necessidade, mas já é impactado a pensar sobre. É o momento ideal para trabalhar com conhecimento de marca e gerar Awareness do produto ou serviço. Nessa fase do ciclo de compra, a mídia display é a melhor das estratégias. Através dela, o anunciante consegue entregar um grande número de impressões para o público que deseja impactar, para despertar consciência e familiaridade com a marca.

A próxima etapa do funil é a de Interesse, quando o consumidor percebe que tem um problema/necessidade e começa a buscar por soluções. Nessa fase, a mídia display ainda é uma estratégia relevante. O que deve mudar é o tom de comunicação nos criativos, que devem falar um pouco mais da marca, abordando diferenciais e benefícios dos produtos/serviços da marca (não precisa repetir, já tá ali em cima) a fim de convencer o cliente de que essa é sua melhor escolha. Campanhas de retargeting também fazem parte dessa etapa.

Por fim, temos o fundo de funil, a fase de Consideração e Conversão, em que o consumidor já encontrou soluções para suas dores e começa a comparar e avaliar cada uma delas. Shoppings, comparadores e campanhas de retargeting são boas estratégias para converter os clientes à compra.

FOCO NA PRODUÇÃO!

Agora que você já sabe como montar a estratégia, vamos avaliar a produção visual e textual? Listaremos aqui 3 lições básicas para tornar os seus anúncios os melhores do mercado, afinal, somos especialistas no assunto!


Resolução das Imagens

Escolha com carinho! As imagens são responsáveis por 50% dos resultados da sua campanha:

  • O tamanho da imagem deve ser igual ou maior em relação ao tamanho da peça, para que não fique “pixelada”. Imagens com baixa resolução podem gerar uma má impressão da sua empresa;
  • Use fotos do serviço que você presta ou do produto;
  • Fotos de rostos, preferencialmente pessoas de frente, também atraem bastante a atenção.

Alinhamentos

Ele ajuda na fácil compreensão do seu anúncio, dando ordem de leitura aos elementos e tornando a peça muito mais atrativa e equilibrada:

  • O título deve ter o maior peso da peça, seguido do subtítulo (se necessário) em menor proporção;
  • Do lado oposto do título, coloque o botão (CTA). Se o título estiver na parte de cima da peça, por exemplo, coloque o botão mais pra baixo.

Textos

O título (ou headline) é o que chama mais a atenção do usuário depois das cores e imagens. Invista em frases bem chamativas que farão o usuário clicar na peça. O tamanho ideal do texto varia de 15 a 20 caracteres.

No subtítulo, é o local de argumentar o porquê a pessoa deve clicar no anúncio. Descreva, em no máximo duas linhas, algo que deva ser destacado, como condições da oferta e diferenciais do produto ou marca.

CTA

Nunca se esqueça do Call to Action, o famoso CTA. Sempre que construímos uma peça display, nossa intenção é fazer o cliente clicar e visitar algum site, certo? Para isso, o CTA é fundamental, e pensar bem no texto que colocará ali, também. O ideal é instigar, trazer curiosidade, chamar para a ação. Use opções como leia mais, clique aqui, saiba mais, consulte-nos, conheça, confira, solicite um orçamento, etc. Só tenha o cuidado em garantir que a Call to Action represente a página de destino e a sua campanha.

Agora sua empresa já pode começar a produzir anúncios display. Se precisar de ajuda, é só chamar a Digital Business!

Show CommentsClose Comments

Leave a comment

18 − 4 =