Texting como ferramenta de comunicação

O método de envio de mensagens instantâneas, chamado texting, ou envio de texto (o formato de escrita digital mais utilizado atualmente para comunicação), causou uma revolução na maneira de se comunicar. O que antes só era possível ser enviado via cartas, agora, via mensagens instantâneas, tornou-se um processo democrático de comunicação rápida entre as pessoas. Esse processo de envio sofreu evolução e foi modificado com o passar dos anos, mesmo que o intervalo de tempo destas alterações tenha sido muito curto. Seja realizado, inicialmente, por meio dos computadores (via e-mail) seja, posteriormente, pelos dispositivos móveis (via SMS), o texting demonstra o quanto a comunicação rápida conecta pessoas que, mesmo geograficamente distantes, conseguem estar interligadas.



Comunicação verbal e não verbal

A comunicação via texting aborda dois tipos de comunicação: a verbal e a não verbal. Inicialmente, era o envio de mensagens instantâneas que dispensavam o uso de elementos não verbais. Contudo, devido à necessidade de agilização temporal do processo de comunicação entre as pessoas, esses elementos foram introduzidos no uso do texting. Vale ressaltar que o processo de comunicação só ocorre quando o receptor e o interlocutor compartilham do conhecimento relacionado àquele estilo de comunicação para que seja estabelecida a comunicação. Com relação à comunicação não verbal existente no texting, a utilização de imagens se sobressai entre as demais. Esse tipo de envio de imagens não se resume apenas à utilização de fotos ou imagens baixadas da internet e enviadas como anexo nas conversas, mas existem também outros elementos que foram criados, a fim de estabelecer a comunicação não verbal, mantendo a qualidade de interpretação dos indivíduos. Entre eles, destacam-se os emojis, os GIFs e as figurinhas ou stickers.



Emojis, GIFs e as figurinhas ou stickers na comunicação não verbal

Criados em 1999 pelo designer japonês Shigetaka Kurita, os emojis são definidos como “uma imagem digital adicionada a uma mensagem na comunicação eletrônica com objetivo de expressar uma ideia ou sentimento particular”. Comumente chamadas de “carinhas”, essas imagens foram criadas para representar o estado de espírito de uma pessoa diante de variados cenários e contextos. Criados em 1987 pela CompuServ, nos Estados Unidos, os GIFs são animações (ou vídeos curtos) em formatos mais leves para serem de envio rápido em mensagens de texto, podendo apresentar elementos verbais, como símbolos, letras e até palavras da língua a que se refere para auxiliar no processo de interpretação, porém, a maior parte utiliza-se apenas da linguagem não verbal, uma animação/imagem mais adequada. Criadas pelo Whatsapp Messenger, em 2018, as figurinhas ou stickers são colagens de imagens enviadas instantaneamente via aplicativo de mensagem. É o mais novo elemento de comunicação não verbal dentro do ambiente do texting.



Stickers


Essas figurinhas são amplamente usadas para expressar, com mais clareza, na maioria das vezes, um sentimento ou ideia momentânea do emissor da mensagem. Diferentemente dos outros modelos de imagem digital, os emojis, os Gifs e os stickers trazem elementos verbais mais marcantes, como frases e textos contidos na imagem. Esses formatos imediatos de textos podem ser usados para emitir a própria mensagem, ou, até mesmo, auxiliar na compreensão da interpretação da mensagem, enviada anteriormente pelo interlocutor, mantendo a conexão do diálogo, sem a necessidade de usar uma só letra digitada.

Influência positiva na comunicação


É certo afirmar que os emojis, os Gifs e as figurinhas trazem influência positiva no estabelecimento de comunicação entre indivíduos via aplicativos de mensagens instantâneas. O uso destes elementos de comunicação não verbal apresentam mais avanço do que retrocesso no processo comunicativo. A maneira de se comunicar na “era digital” mudou e houve uma adequação da linguagem. Levando em consideração os aspectos sociolinguísticos e regionais, percebe-se a eficiência desses elementos não verbais, o que traz um fortalecimento linguístico para a linguagem regionalizada. Nesse sentido, os textos multimodais trouxeram simplificação e agilidade no estabelecimento da comunicabilidade sem perda de significado, tornando-se ferramentas importantes no processo interativo de comunicação entre os indivíduos. Dentro do contexto atual, mensagens de rápida interpretação são instrumentos facilitadores da comunicação interpessoal, e o seu uso cumpre seus objetivos sem que haja comprometimento da comunicação.



Fontes consultadas:
https://periodicos.ufes.br/contextoslinguisticos/article/view/28518
https://monografias.brasilescola.uol.com.br/educacao/multimodalidade-textual-um-avanco-sociolinguistico-no-processo-comunicativo-digital-com-o-uso-de-emojis-gifs-e-figurinhas.htm
https://www.redalyc.org/journal/6317/631767645009/html/

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixar um comentário

quinze + oito =