Soluções digitais e terceirização dos serviços de Design Gráfico

A ascensão do IoT – Internet das Coisas 

A Internet das Coisas está em ascensão, tanto para os consumidores quanto para as empresas. Refere-se a objetos sendo conectados e interconectados à internet. Essas “coisas” são incorporadas a componentes eletrônicos, sensores, software, atuadores e conectividade de rede, permitindo que eles coletem, enviem e recebam dados, tornando esses dispositivos “inteligentes”, ou chamados também de “smarts”. A tecnologia por trás da IoT está avançando aceleradamente, tornando-se mais rápida, mais barata e mais eficiente. As áreas de consumo da IoT incluem, por exemplo, a agricultura, viagens, vida cotidiana e saúde. Para se ter uma ideia do tamanho do alcance da IoT, os dispositivos de consumo respondem por 63% de todos os dispositivos IoT e os dispositivos industriais pelo restante, ou seja, a IoT do consumidor é um mercado em franca expansão.

Soluções de IoT do consumidor x industrial

Nos próximos anos, espera-se que os consumidores comprem produtos conectados cada vez mais caros, diminuindo a lacuna entre o uso da IoT pelos consumidores e pela indústria. Contudo, as indústrias continuarão a gastar mais, visto que as soluções de IoT industriais são geralmente maiores e mais complexas do que as soluções de IoT para o consumidor, o que as torna mais caras. Ainda no campo da IoT, os produtos de tecnologia cruzada são uma tendência. A robótica é um exemplo dessa tecnologia cruzada. Robótica e IoT são considerados dois campos separados, mas suas tecnologias estão interligadas e crescem simultaneamente. Acredita-se que a Internet of Robotic Things (IoRT) seja um nicho crescente de valor agregado, combinando os dois. 

Inteligência Artificial e soluções de Aprendizagem de Máquinas 

As empresas europeias e organizações governamentais compreendem, cada vez mais, que as soluções de Aprendizagem de Máquina e de Inteligência Artificial personalizadas proporcionam às suas empresas uma vantagem competitiva. No entanto, elas geralmente não têm habilidades de desenvolvimento internas, uma vez que essas soluções requerem conhecimento, experiência e ferramentas específicas, o que resulta na terceirização do desenvolvimento dessas soluções. Espera-se que o mercado global de IA valha mais de 100 bilhões de euros até este ano de 2022. Apesar da Europa Ocidental ser bastante forte, China e os EUA são os países líderes em patentes de IA. Os líderes europeus reconheceram a importância de não ficar para trás em relação à IA e estão aumentando suas pretensões no que se refere a este quesito. 

Priorizando a IA

Neste sentido, a Comissão Europeia fez da IA uma de suas principais prioridades para os próximos 5 anos. As ações incluem a implementação de documentos de estratégia de IA em nível nacional e da UE, impulsionando a pesquisa e a inovação, além de explorar novas abordagens regulatórias para a gestão do desenvolvimento e de uso de IA. Em síntese, a relevância da Inteligência Artificial e da Aprendizagem de Máquina está crescendo significativamente e oferece oportunidades muito boas para as empresas terceirizadas. A maioria das organizações usa IA como ferramenta de geração de valor e muitas delas perceberam um aumento de sua receita.

Realidade Virtual e Aumentada 

As tecnologias RV e RA são populares, entre consumidores e empresas, em aplicações que variam de jogos a simulações de saúde. O principal fator por trás do crescimento é a fácil disponibilidade de dispositivos de RV e o aumento de demanda, intensificado pela pandemia. As aplicações de RV e RA podem ser encontradas em jogos e entretenimento, simulações de saúde, marketing de destinos turísticos e passeios virtuais, ferramentas educacionais, design arquitetônico e funções de suporte de engenharia. As empresas europeias, que utilizam tecnologia RV e RA, normalmente não possuem os conhecimentos necessários para desenvolver o seu próprio sistema e conteúdos, o que oferece oportunidades interessantes para empresas que queiram terceirizar os seus serviços. As oportunidades podem ser encontradas na substituição ou no valor agregado a muitas partes das interfaces existentes, como compras, educação, imóveis e formas de entretenimento ao vivo.

Setor de design gráfico 

Os serviços de design gráfico estão em constante movimento e atualização. As tendências de design mudam, há uma disponibilidade maior de ferramentas de design e um aumento do envolvimento dos profissionais dessa área em designs de interface do usuário. As empresas europeias têm ampliado a sua presença off e on-line e exigido paulatinamente itens de design gráfico que sejam mais eficazes, a fim de ajudá-las na comunicação com o seu público e na concorrência com outras empresas. Estão terceirizando massivamente o seu setor de design gráfico por motivos relacionados a custos, flexibilidade, carência de talentos e de competências. 

Terceirização dos serviços de design gráfico

Neste sentido, a empresa, que tiver o talento, as habilidades, as ferramentas e a conexão com a internet necessários, poderá terceirizar os seus serviços de design gráfico, posto que esse trabalho pode ser facilmente executado fora do local de origem. Além disso, espera-se que a demanda por design gráfico dos países da UE/EFTA continue a crescer nos próximos anos.

Empresas terceirizadas e o mercado europeu 

Dentro desse cenário, a empresa, que deseja terceirizar os seus serviços para o mercado europeu, deve: manter-se atualizada sobre as soluções digitais a serem oferecidas e sobre as últimas tendências de design europeias; manter o foco nos setores de manufatura, jogos, móveis, saúde e educação para aumentar as chances de sucesso; e combinar a experiência técnica, competências artísticas e know-how de design de experiência do usuário (UX) em suas ofertas.

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixar um comentário

15 + quinze =