O Marketing digital em 2022

É notório que a pandemia acelerou o processo de transformação digital que já estava em curso nos últimos anos. Independentemente do setor, a digitalização de processos se fez mais presente, especialmente, na área da comunicação. Em recente estudo, realizado com profissionais de marketing, a grande maioria afirmou que a pandemia mudou o modo como as empresas passaram enxergar e a alcançar o seu público-alvo, e de que maneira esse aspecto impactou as suas estratégias de engajamento digital. A pesquisa também revelou que, apesar desse impacto causado e do desconforto gerado, esses profissionais vislumbram um crescimento de sua área profissional muito acima de suas expectativas, na medida em que entendem a importância de priorizar a cultura da inovação, a transformação digital e a possibilidade de se trabalhar, literalmente, em qualquer local.

Consumidor não é mais o mesmo                                                                                                                      

Outro aspecto que se deve voltar muito a atenção é para o consumidor que já não escolhe produtos ou serviços apenas pela qualidade. Escolhe pelos valores da marca, por sua transparência, pela maneira como a empresa produz e se relaciona com o planeta e, particularmente, com a comunidade em que atua. Estamos falando em empresas focadas em ESG, ou seja, governança corporativa, social e de meio ambiente. Esse movimento atende demandas crescentes dos clientes no que se refere a uma atuação mais responsável por parte das empresas, que gere valor para a sociedade como um todo e não apenas para as marcas. A maioria dos profissionais de marketing salienta que o engajamento do cliente já é orientado por dados e que a capacidade de atender às suas expectativas depende de recursos digitais inovadores e ágeis. Além disso, a tendência é que a migração acelerada dos consumidores, que já ocorre em larga escala, para o ambiente digital, cresça cada vez mais. 

A crescente importância dos dados

O aumento das vendas por meio de e-commerce, das redes sociais, dos consoles de  games e das plataformas de streaming impulsionou a inovação recente no comércio digital. O volume de dados gerados tem sido absurdo e os anunciantes enxergaram a oportunidade de alcançar os consumidores das mais variadas formas. Com o advento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que entrou em vigor a partir de agosto de 2021, e com a evolução do omnichannel ou comunicação multicanal, focada na personalização e em produtos escaláveis, o setor de privacidade e de inteligência de dados se tornou prioridade para o marketing.

Profissionais mais conectados e digitais

A quantidade de informações disponível evidencia a importância de se ter ferramentas e plataformas capazes de fazer o gerenciamento desses dados. Além disso, devido ao perfil cada vez mais digital dos clientes, os profissionais de marketing serão cobrados pela sua capacidade de transitar nesse ambiente digital. 

O vídeo e o seu crescimento

 Do YouTube ao TikTok, com passagem pelos Reels e pelas lives, o vídeo ganhou relevância durante a pandemia. De acordo com pesquisas realizadas, este foi o canal de marketing que mais cresceu durante o último ano e, na sequência, as redes sociais e os anúncios digitais. Até alguns eventos, que pertenciam ao analógico, foram paulatinamente se digitalizando no decorrer dos últimos anos, e a tendência é que eles continuem  majoritariamente híbridos e virtuais em 2022.

Prioridades para 2022

São muitos os desafios que moldam a contemporaneidade. O marketing é um dos personagens de um ambiente complexo formado por pilares sociais, econômicos, ambientais e políticos que se entrelaçam à missão das organizações. A consciência sobre o quão amplo, mutante e interdependente é esse ecossistema talvez seja o ponto comum mais marcante entre as empresas mais inovadoras e ágeis dos nossos tempos. O avanço na utilização da inteligência de dados e a pressão por uma agenda focada em ESG  serão os temas prioritários em 2022. Para as suas estratégias digitais, será de suma importância que as organizações passem a contar com os parceiros tecnológicos, engajados com as novas tendências, a fim de garantirem agilidade, aumento de produtividade e benefícios financeiros. 

Mostrar comentáriosFechar comentários

Deixar um comentário

quinze + 8 =