ILUSTRAÇÃO: COMO ENGAJAR SUA PERSONA

Por Rafaele Silva – Analista de Marketing Digital e Conteúdo da Digital Business

A ilustração é uma imagem que normalmente acompanha um texto, com o objetivo de complementar ou facilitar sua compreensão. Pode ser uma pintura, desenho ou colagem. A ilustração serve para comunicar uma ideia de forma que, quem a veja, entenda exatamente o que se quis transmitir, às vezes sem a necessidade de um texto. Ela é usada há algum tempo em várias formas de comunicação, como na Publicidade e no Jornalismo. Então, por que não usá-la, também, nas suas estratégias de Marketing Digital?

Existem diversos tipos de ilustrações e propósitos, como a Ilustração Digital, a Ilustração 3D e o Muralismo.

Ilustração Digital

A ilustração digital é talvez, hoje, a área mais acessível e prática do campo da ilustração. Tendo um computador, uma mesa digitalizadora e conexão com a internet, é possível fazer trabalhos de ilustração digital de alto nível, para qualquer lugar do mundo. Os mercados de publicidade e editorial costumam ter uma grande preferência por contratar ilustradores desse meio, pela praticidade e custo. Trabalhos com animação 2D também costumam utilizar muito esse tipo de ilustrador, assim como a área de quadrinhos que cada vez mais faz todo o processo da criação de uma HQ em digital.

Ilustração 3D

A ilustração 3D teve um ápice nos últimos 20 anos, sendo possível você criar um 3D com ótima qualidade no computador de sua casa. Embora a tecnologia tenha avançado e barateado o processo, a criação de modelos em 3D ainda é um processo complexo, que envolve muita dedicação e um bom investimento financeiro. Para adentrar no mercado 3D, principalmente na área de animação, não basta ter um computador de última geração, é preciso não só manjar de diversos programas 3D como também compreender princípios de arte como luz e sombra, proporções, cores, e muita física.

Muralismo

Alguns podem argumentar que o muralista (ou grafiteiro, como popularmente gostam de chamar) deveria estar dentro da categoria ilustrador tradicional. Porém, há controvérsias, visto que os muralistas são um tipo bem específico de ilustrador, que vem se especializando de uns tempos para cá. O muralista, como já diz o nome, costuma fazer murais, painéis e intervenções diversas. Embora boa parte deles se considerem artistas, e não ilustradores, hoje diversas empresas contratam muralistas para realizar trabalhos para grandes marcas.

Dicas para fazer uma boa ilustração

Para fazer uma boa ilustração, alguns passos são essenciais:

Projete para o usuário

A primeira regra básica é projetar primeiramente para o usuário, mas geralmente isso demora um pouco para entrar em cena. Como ilustrador, tende-se a perder tempo tentando criar visuais impressionantes que acabam sendo pouco confiáveis para o usuário final. É preciso ter autocontrole e disciplina para entender entre projetar para o usuário e projetar para você mesmo. Uma boa prática aqui é começar a ilustrar um esboço básico, e ajustá-lo para adicionar detalhes visuais interessantes que satisfaçam a sua alma artística, e que ao mesmo tempo atinjam também o usuário.

Evite exagerar nas cores – siga a hierarquia

O melhor truque possível é utilizar uma paleta de cores mínima, com duas ou no máximo três cores. Isso geralmente garante que o foco da ilustração não seja perdido. Uma paleta de cores minimalista ajuda o usuário a entender a hierarquia em uma ilustração, sem ser exposto a várias cores de uma só vez. Certifique-se de que sua ilustração tenha bastante espaço para respirar e o mínimo de elementos possível. Se parecer muito vazio, você pode ajudar a adicionar detalhes de estilo, provando elementos de primeiro plano ou plano de fundo. Mas lembre-se: menos é sempre mais. Nunca pode dar errado com essa regra de ouro!

Use um Grid enquanto compõe a ilustração

O Grid é uma regra boa o suficiente para se seguir em todos os tipos de campos artísticos, da ilustração à fotografia. É um meio de controle e ajuda a restringir ou estender seu trabalho artístico em todas as direções, e um sistema de apoio que ajuda a evitar a eventual imprecisão. Então, quando você ilustrar, siga o Grid e ame-o.

Mantenha o projeto contextual ao público-alvo

Ficar ansioso para experimentar novos estilos e tendências na ilustração é algo normal e comum. Isso se torna um problema quando, ao fazer imagens que seriam bonitas e modernas, não combinam ou não chamam a atenção do público-alvo. Portanto, pense sempre no usuário que você pretende atingir!

Não tenha medo de experimentar

Fique longe das tendências e tente nutrir o estilo de ilustração que você tem! Conhecer todas as regras e quebrá-las depois de dominá-las é um tipo especial de prazer. Não seja muito duro consigo mesmo e aproveite a sensação de gratificação nessa brilhante profissão.

Por Rafaele Caroline da Silva

Fontes:

https://medium.com/uxmotiondesign/6-super-dicas-para-excelentes-ilustra%C3%A7%C3%B5es-cc1b1e4a7936

https://designculture.com.br/entao-voce-quer-ser-um-ilustrador

Show CommentsClose Comments

Leave a comment

um × cinco =